Jornal a Cidade Regional - A melhor divulgação para você

Com sede em Osasco Mercado Livre agora tem frota própria de aviões

Esse é o mais recente investimento do Mercado Livre
Com sede em Osasco Mercado Livre agora tem frota própria de aviões
Divulgação

Com sede em Osasco Mercado Livre agora tem frota própria de aviões

Webdiario.com.br

O Mercado Livre, maior grupo de tecnologia para comércio eletrônico e serviços financeiros da América Latina, agora tem uma frota própria de aviões no Brasil para entregar as compras feitas em seu site. A Meli Air é formada por quatro aeronaves operadas por diferentes companhias aéreas que vão ajudar o grupo a reduzir os prazos de envio dos pacotes no país, além de aumentar a capacidade de entregas para o dia seguinte nas compras de produtos armazenados em seus centros de distribuição de São Paulo e da Bahia.

“Queremos ter a melhor logística do Brasil e aumentar o número de entregas no dia seguinte. A ampliação consistente e robusta da nossa malha logística é decisiva para a manutenção da excelência do atendimento e satisfação do consumidor final – tanto vendedores quanto compradores da nossa plataforma”, diz Leandro Bassoi, vice-presidente de Mercado Envios, braço logístico da gigante da tecnologia. “Além de melhorar a experiência de compra no Brasil, esperamos que a frota contribua para o aumento do reconhecimento visual da marca associado aos atributos de confiança e eficiência logística”.

Esse é o mais recente investimento do Mercado Livre para ampliar sua rede logística no Brasil, o país mais populoso e rico da região. As aeronaves chegaram bem a tempo da BlackFriday, a sexta-feira de promoções que é a grande esperança do comércio local para tentar recuperar um pouco das perdas durante a pandemia do novo coronavírus.

Desde 2019, o Mercado Livre fez parcerias com companhias aéreas brasileiras. Durante a pandemia, ajudou a manter o setor de cargas vivo ao despachar grandes volumes de compras por via aérea. Em 2020, o Mercado Livre planeja investir no Brasil R$ 4 bilhões, o maior valor já gasto no país. Em 2021, esse montante deve ser ainda maior. Além da ampliação da frota própria de entregas, esses investimentos envolvem a instalação de novos centros de distribuição e cross-dockings, e o desenvolvimento de novas ferramentas para reduzir o tempo e o custo de entrega do marketplace. (fonte:Exame.com.br)

OUVIR NOTÍCIA

O Mercado Livre, maior grupo de tecnologia para comércio eletrônico e serviços financeiros da América Latina, agora tem uma frota própria de aviões no Brasil para entregar as compras feitas em seu site. A Meli Air é formada por quatro aeronaves operadas por diferentes companhias aéreas que vão ajudar o grupo a reduzir os prazos de envio dos pacotes no país, além de aumentar a capacidade de entregas para o dia seguinte nas compras de produtos armazenados em seus centros de distribuição de São Paulo e da Bahia.

“Queremos ter a melhor logística do Brasil e aumentar o número de entregas no dia seguinte. A ampliação consistente e robusta da nossa malha logística é decisiva para a manutenção da excelência do atendimento e satisfação do consumidor final – tanto vendedores quanto compradores da nossa plataforma”, diz Leandro Bassoi, vice-presidente de Mercado Envios, braço logístico da gigante da tecnologia. “Além de melhorar a experiência de compra no Brasil, esperamos que a frota contribua para o aumento do reconhecimento visual da marca associado aos atributos de confiança e eficiência logística”.

Esse é o mais recente investimento do Mercado Livre para ampliar sua rede logística no Brasil, o país mais populoso e rico da região. As aeronaves chegaram bem a tempo da BlackFriday, a sexta-feira de promoções que é a grande esperança do comércio local para tentar recuperar um pouco das perdas durante a pandemia do novo coronavírus.

Desde 2019, o Mercado Livre fez parcerias com companhias aéreas brasileiras. Durante a pandemia, ajudou a manter o setor de cargas vivo ao despachar grandes volumes de compras por via aérea. Em 2020, o Mercado Livre planeja investir no Brasil R$ 4 bilhões, o maior valor já gasto no país. Em 2021, esse montante deve ser ainda maior. Além da ampliação da frota própria de entregas, esses investimentos envolvem a instalação de novos centros de distribuição e cross-dockings, e o desenvolvimento de novas ferramentas para reduzir o tempo e o custo de entrega do marketplace. (fonte:Exame.com.br)

Fonte

Webdiario.com.br

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Cidades
Chuva provoca alagamentos e derruba árvores em SP; ônibus e carros são atingidos
Chuva provoca alagamentos e derruba árvores em SP; ônibus e carros são atingidos
VISUALIZAR
Cidades
Furlan, vice e três secretários testam positivo para Covid
Furlan, vice e três secretários testam positivo para Covid
VISUALIZAR
Cidades
Deputado Cezar indica R$ 10 milhões para obras do Hospital Regional de Barueri
Deputado Cezar indica R$ 10 milhões para obras do Hospital Regional de Barueri
VISUALIZAR
Cidades
Organizadores de festas vão responder criminalmente durante pandemia da Covid-19
Organizadores de festas vão responder criminalmente durante pandemia da Covid-19
VISUALIZAR
Cidades
Novembro Azul: urologistas de Barueri falam sobre saúde do homem
Novembro Azul: urologistas de Barueri falam sobre saúde do homem
VISUALIZAR
Cidades
Com cinco prefeitos PSDB cria ‘cinturão azul’ na região
Com cinco prefeitos PSDB cria ‘cinturão azul’ na região
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )