Jornal a Cidade Regional - A melhor divulgação para você

Em Alta

Mito ou verdade: é preciso esquentar o motor antes de sair

Se o objetivo for aquecer o motor para realizar uma queima de combustível melhor
Mito ou verdade: é preciso esquentar o motor antes de sair

Mito ou verdade: é preciso esquentar o motor antes de sair

g1.globo.com / Denis Marum

Se o objetivo for aquecer o motor para realizar uma queima de combustível melhor, entendo que não é mais necessário esquentar o motor antes de partir, pois a injeção eletrônica administra muito bem a queima. Mas será que esse é o único problema de um motor frio?

Muito sabem que as peças do motor dilatam, ou seja, aumentam de tamanho com o calor, mas o que poucos sabem é que os diferentes materiais que compõem as peças do motor se dilatam em velocidades e proporções diferentes.

Por exemplo, os pistões feitos de liga de aluminio dilatam mais rápido do que o bloco do motor, geralmente de ferro fundido. Assim, nos primeiros minutos, os pistões exercem uma pressão maior sobre os anéis, que por sua vez pressionarão as paredes dos cilindros, gerando um desgaste maior.

Então, É VERDADE, esquentar o motor antes de sair é uma boa.

Atualmente, os motores atingem a temperatura de trabalho mais rápido. Em alguns manuais, este assunto nem faz mais parte do item “cuidados do motorista”. Isto pode ser explicado, em parte, porque os motores diminuíram de tamanho, de peso, e agora contam com novos materiais proporcionando um aquecimento mais rápido até a temperatura ideal (90º).

Outro ponto são as novas tecnologias, por exemplo dos motores TSI da Volkswagen, com 2 sistemas de arrefecimento: um controla a temperatura da parte superior do motor (cabeçote) com uma válvula termostática, e um outro controla a temperatura do bloco do motor por meio de outra válvula. Estes sistemas permitem chegar mais rápido à temperatura ideal, assim como resfriar de forma mais eficiente, quando necessário.

Minha dica é a seguinte: aguarde 2 minutos antes de colocar o carro em movimento, espere pelo menos o ponteiro da temperatura se movimentar até um quarto do seu percurso, e nada de grandes acelerações até que a temperatura chegue aos 90 graus.

Se você for bom de ouvido, poderá notar que o nível de ruído do motor vai diminuindo conforme o aquecimento. Alguns modelos, como o Honda HR-V, possuem uma indicação de motor frio, sugerindo que o motorista não afunde o pé no acelerador enquanto a luz estiver acesa.

 

OUVIR NOTÍCIA

Se o objetivo for aquecer o motor para realizar uma queima de combustível melhor, entendo que não é mais necessário esquentar o motor antes de partir, pois a injeção eletrônica administra muito bem a queima. Mas será que esse é o único problema de um motor frio?

Muito sabem que as peças do motor dilatam, ou seja, aumentam de tamanho com o calor, mas o que poucos sabem é que os diferentes materiais que compõem as peças do motor se dilatam em velocidades e proporções diferentes.

Por exemplo, os pistões feitos de liga de aluminio dilatam mais rápido do que o bloco do motor, geralmente de ferro fundido. Assim, nos primeiros minutos, os pistões exercem uma pressão maior sobre os anéis, que por sua vez pressionarão as paredes dos cilindros, gerando um desgaste maior.

Então, É VERDADE, esquentar o motor antes de sair é uma boa.

Atualmente, os motores atingem a temperatura de trabalho mais rápido. Em alguns manuais, este assunto nem faz mais parte do item “cuidados do motorista”. Isto pode ser explicado, em parte, porque os motores diminuíram de tamanho, de peso, e agora contam com novos materiais proporcionando um aquecimento mais rápido até a temperatura ideal (90º).

Outro ponto são as novas tecnologias, por exemplo dos motores TSI da Volkswagen, com 2 sistemas de arrefecimento: um controla a temperatura da parte superior do motor (cabeçote) com uma válvula termostática, e um outro controla a temperatura do bloco do motor por meio de outra válvula. Estes sistemas permitem chegar mais rápido à temperatura ideal, assim como resfriar de forma mais eficiente, quando necessário.

Minha dica é a seguinte: aguarde 2 minutos antes de colocar o carro em movimento, espere pelo menos o ponteiro da temperatura se movimentar até um quarto do seu percurso, e nada de grandes acelerações até que a temperatura chegue aos 90 graus.

Se você for bom de ouvido, poderá notar que o nível de ruído do motor vai diminuindo conforme o aquecimento. Alguns modelos, como o Honda HR-V, possuem uma indicação de motor frio, sugerindo que o motorista não afunde o pé no acelerador enquanto a luz estiver acesa.

 

Fonte

g1.globo.com / Denis Marum

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Cidades
Governo inclui cloroquina em tratamento de casos leves de covid-19
Governo inclui cloroquina em tratamento de casos leves de covid-19
VISUALIZAR
Cidades
Vereadora Néia Costa solicita criação de decreto suspendendo cortes de luz e água por 90...
Vereadora Néia Costa solicita criação de decreto suspendendo cortes de luz e água por 90 dias
VISUALIZAR
Cidades
Prefeito Elvis Cezar acompanha 1ª etapa da obra do Túnel
Prefeito Elvis Cezar acompanha 1ª etapa da obra do Túnel
VISUALIZAR
Cidades
Nossa homenagem ao saudoso Jornalista, Cordelista, Escritor e Poeta Toni de Lima
Nossa homenagem ao saudoso Jornalista, Cordelista, Escritor e Poeta Toni de Lima
VISUALIZAR
Cidades
SP: Uso de máscara será obrigatório a partir de quinta-feira
SP: Uso de máscara será obrigatório a partir de quinta-feira
VISUALIZAR
Cidades
Região tem mais de 2000 infectados e 166 mortes
Região tem mais de 2000 infectados e 166 mortes
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )