Jornal a Cidade Regional - A melhor divulgação para você

Região: "Chefe do caixa" do tráfico do PCC é preso em Osasco/SP

Ele chegou a afirmar que arrecadava cerca de R$500 mil por semana.
Região:
Maranhão

Região: "Chefe do caixa" do tráfico do PCC é preso em Osasco/SP

Webdiario

A operação “Fio do Arame”, que levou 10 integrantes de uma célula do PCC que comandava o tráfico de drogas na região Oeste à prisão na última semana, teve desdobramento na segunda-feira, com a prisão do “chefão” do grupo. Ele havia conseguido fugir na primeira ação, mas desta vez acabou detido na Favela do Pistão, no Jardim Bonança, em Osasco.

“Na estrutura da célula, ele era conhecido como ´geral do arame´ nome dado ao principal arrecadador e por quem o dinheiro passava por último antes de chegar ao comando”, explica o delegado Igor Alves Guedes de Oliveira, titular da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) e que comandou a operação. No momento da detenção, ele chegou a afirmar, aos investigadores, que arrecadava cerca de R$500 mil por semana.

De acordo com o delegado, a célula comandava cerca de 100 pontos de drogas, ligados ao PCC, em Osasco, Carapicuíba, Santana de Parnaíba, parte de Francisco Morato e ainda no bairro de Perus, na Capital. A operação também levou à prisão de um homem acusado de ter participado, no final de semana, do sequestro de um guarda e de sua namorada. O casal ficou 9h em cativeiro, sendo torturado e resgatado por guardas. Por isso, a polícia não descarta a participação do “geral do arame” também neste crime.

OUVIR NOTÍCIA

A operação “Fio do Arame”, que levou 10 integrantes de uma célula do PCC que comandava o tráfico de drogas na região Oeste à prisão na última semana, teve desdobramento na segunda-feira, com a prisão do “chefão” do grupo. Ele havia conseguido fugir na primeira ação, mas desta vez acabou detido na Favela do Pistão, no Jardim Bonança, em Osasco.

“Na estrutura da célula, ele era conhecido como ´geral do arame´ nome dado ao principal arrecadador e por quem o dinheiro passava por último antes de chegar ao comando”, explica o delegado Igor Alves Guedes de Oliveira, titular da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) e que comandou a operação. No momento da detenção, ele chegou a afirmar, aos investigadores, que arrecadava cerca de R$500 mil por semana.

De acordo com o delegado, a célula comandava cerca de 100 pontos de drogas, ligados ao PCC, em Osasco, Carapicuíba, Santana de Parnaíba, parte de Francisco Morato e ainda no bairro de Perus, na Capital. A operação também levou à prisão de um homem acusado de ter participado, no final de semana, do sequestro de um guarda e de sua namorada. O casal ficou 9h em cativeiro, sendo torturado e resgatado por guardas. Por isso, a polícia não descarta a participação do “geral do arame” também neste crime.

Fonte

Webdiario

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Cidades
Governo inclui cloroquina em tratamento de casos leves de covid-19
Governo inclui cloroquina em tratamento de casos leves de covid-19
VISUALIZAR
Cidades
Vereadora Néia Costa solicita criação de decreto suspendendo cortes de luz e água por 90...
Vereadora Néia Costa solicita criação de decreto suspendendo cortes de luz e água por 90 dias
VISUALIZAR
Cidades
Prefeito Elvis Cezar acompanha 1ª etapa da obra do Túnel
Prefeito Elvis Cezar acompanha 1ª etapa da obra do Túnel
VISUALIZAR
Cidades
Nossa homenagem ao saudoso Jornalista, Cordelista, Escritor e Poeta Toni de Lima
Nossa homenagem ao saudoso Jornalista, Cordelista, Escritor e Poeta Toni de Lima
VISUALIZAR
Cidades
SP: Uso de máscara será obrigatório a partir de quinta-feira
SP: Uso de máscara será obrigatório a partir de quinta-feira
VISUALIZAR
Cidades
Região tem mais de 2000 infectados e 166 mortes
Região tem mais de 2000 infectados e 166 mortes
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )