Jornal a Cidade Regional - A melhor divulgação para você

Receita Federal e prefeitura fazem operação em shopping popular de SP contra produtos falsificados.

Shopping 25 Brás visa apreender mil toneladas de mercadorias avaliadas em R$ 500 mil.
Receita Federal e prefeitura fazem operação em shopping popular de SP contra produtos falsificados.
Internet

Receita Federal e prefeitura fazem operação em shopping popular de SP contra produtos falsificados.

G1

Receita Federal e prefeitura realizam nesta segunda-feira (2) operação num shopping popular no centro de São Paulo contra o comércio de produtos falsificados. O alvo da ação é o Shopping 25 Brás, na Rua Barão de Ladário. A expectativa das autoridades é de que sejam apreendidas cerca de mil toneladas de mercadorias contrabandeadas e falsificadas, como relógios, tênis, bolsas, roupas, artigos de luxo, avaliados em R$ 500 mil. De acordo com os responsáveis pela operação, o shopping é o maior distribuidor de pirataria para São Paulo, outros estados brasileiros e até a América Latina.

Diariamente, ônibus e caminhões chegam de todas as partes para retirarem itens que serão depois revendidos fora de São Paulo. Todos os cerca de 600 boxes do estabelecimento comercial serão fiscalizados. A Prefeitura de São Paulo vai estudar a possibilidade de interditar o imóvel em função de uma série de irregularidades no shopping, que infringem o Código de Obras e Edificações. A operação deverá durar três semanas e conta com a presença de 300 agentes da Receita Federal, Guarda Civil Metropolitana (GCM) e Subprefeitura da Mooca.

 

 

OUVIR NOTÍCIA

Receita Federal e prefeitura realizam nesta segunda-feira (2) operação num shopping popular no centro de São Paulo contra o comércio de produtos falsificados. O alvo da ação é o Shopping 25 Brás, na Rua Barão de Ladário. A expectativa das autoridades é de que sejam apreendidas cerca de mil toneladas de mercadorias contrabandeadas e falsificadas, como relógios, tênis, bolsas, roupas, artigos de luxo, avaliados em R$ 500 mil. De acordo com os responsáveis pela operação, o shopping é o maior distribuidor de pirataria para São Paulo, outros estados brasileiros e até a América Latina.

Diariamente, ônibus e caminhões chegam de todas as partes para retirarem itens que serão depois revendidos fora de São Paulo. Todos os cerca de 600 boxes do estabelecimento comercial serão fiscalizados. A Prefeitura de São Paulo vai estudar a possibilidade de interditar o imóvel em função de uma série de irregularidades no shopping, que infringem o Código de Obras e Edificações. A operação deverá durar três semanas e conta com a presença de 300 agentes da Receita Federal, Guarda Civil Metropolitana (GCM) e Subprefeitura da Mooca.

 

 

Fonte

G1

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Cidades
Fazendeiro passa mal, desmaia e é devorado por seus porcos
Fazendeiro passa mal, desmaia e é devorado por seus porcos
VISUALIZAR
Cidades
Barueri: Circuito de Verão promove movimento para a vida das mulheres
Barueri: Circuito de Verão promove movimento para a vida das mulheres
VISUALIZAR
Cidades
Santana de Parnaíba fecha 2019 com um dos menores índices de homicídios da Região
Santana de Parnaíba fecha 2019 com um dos menores índices de homicídios da Região
VISUALIZAR
Cidades
Em 2020, brasileiros já pagaram R$ 100 bilhões de impostos em menos de 2 semanas
Em 2020, brasileiros já pagaram R$ 100 bilhões de impostos em menos de 2 semanas
VISUALIZAR
Cidades
Conheça as carreiras que estão em alta em 2020
Conheça as carreiras que estão em alta em 2020
VISUALIZAR
Cidades
Jornal A Cidade realiza campanha solidária 2019
Jornal A Cidade realiza campanha solidária 2019
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )