Jornal a Cidade Regional - A melhor divulgação para você

Terremoto causa dezenas de mortes e deixa centenas feridos

Cerca de 400 militares foram mobilizados para participar de operações de busca e resgate em Durres e Thumane, na Albânia.
Terremoto causa dezenas de mortes e deixa centenas feridos
Gent Shkullaku / AFP Photo

Terremoto causa dezenas de mortes e deixa centenas feridos

G1

Mais de 20 pessoas morreram e mais de 600 ficaram feridas no terremoto de 6,4 de magnitude que atingiu a Albânia na terça-feira (26), de acordo com as agências France Presse e Associated Press. Muitos edifícios desabaram, deixando pessoas soterradas.

O tremor é o mais forte a atingir o país europeu da Península dos Balcãs em décadas. O abalo foi sentido na capital, Tirana, onde moradores em pânico correram para as ruas, e em países vizinhos.

O balanço de mortos ainda é impreciso e pode aumentar. As agências Reuters e Associated Press informam que ao menos 20 pessoas morreram.

As autoridades mobilizaram 400 militares para participar em operações de emergência em Durres e Thumane, onde várias pessoas estão nos escombros de edifícios, informou o ministério da Defesa.

Bombeiros trabalham em prédio danificado após um terremoto de magnitude 6,4 em Durres, oeste da Albânia — Foto: Hektor Pustina / AP Photo

 

Vítimas

Três pessoas, incluindo uma criança, morreram no desabamento de um edifício em Durres, na costa adriática, ao leste da capital albanesa, informou a ministra da Saúde Albânia, Ogerta Manasterliu. Nessa cidade, uma criança foi tirada viva dos escombros.

Um outro desabamento de prédio, em Thumane, ao norte de Tirana, deixou um homem e uma mulher mortos.

Em estado de pânico, um homem de 50 anos saltou de um edifício em Kurbin. Ele não resistiu aos ferimentos.

O tremor

O terremoto foi sentido às 3h54 (23h54 de Brasília, segunda-feira), em Tirana (capital do país), Thumane e Durres, onde provocou estragos.

O sismólogo albanês Rrapo Ormeni afirmou que este foi o terremoto mais intenso registrado na região de Durres desde 1926.

O tremor também foi sentido em outros países da região dos Bálcãs. Na Bósnia, ele foi sentido em Sarajevo (a 400 km de distância) e na Sérvia, em Novi Sad (quase 700 km), informaram jornais locais e mensagens publicadas por moradores nas redes sociais.

O epicentro do tremor foi localizado no Mar Adriático, 34 km ao noroeste de Tirana, a 10 km de profundidade, de acordo com o Centro Sismológico Euromediterrâneo. Em seguida, foram registradas várias réplicas.

OUVIR NOTÍCIA

Mais de 20 pessoas morreram e mais de 600 ficaram feridas no terremoto de 6,4 de magnitude que atingiu a Albânia na terça-feira (26), de acordo com as agências France Presse e Associated Press. Muitos edifícios desabaram, deixando pessoas soterradas.

O tremor é o mais forte a atingir o país europeu da Península dos Balcãs em décadas. O abalo foi sentido na capital, Tirana, onde moradores em pânico correram para as ruas, e em países vizinhos.

O balanço de mortos ainda é impreciso e pode aumentar. As agências Reuters e Associated Press informam que ao menos 20 pessoas morreram.

As autoridades mobilizaram 400 militares para participar em operações de emergência em Durres e Thumane, onde várias pessoas estão nos escombros de edifícios, informou o ministério da Defesa.

Bombeiros trabalham em prédio danificado após um terremoto de magnitude 6,4 em Durres, oeste da Albânia — Foto: Hektor Pustina / AP Photo

 

Vítimas

Três pessoas, incluindo uma criança, morreram no desabamento de um edifício em Durres, na costa adriática, ao leste da capital albanesa, informou a ministra da Saúde Albânia, Ogerta Manasterliu. Nessa cidade, uma criança foi tirada viva dos escombros.

Um outro desabamento de prédio, em Thumane, ao norte de Tirana, deixou um homem e uma mulher mortos.

Em estado de pânico, um homem de 50 anos saltou de um edifício em Kurbin. Ele não resistiu aos ferimentos.

O tremor

O terremoto foi sentido às 3h54 (23h54 de Brasília, segunda-feira), em Tirana (capital do país), Thumane e Durres, onde provocou estragos.

O sismólogo albanês Rrapo Ormeni afirmou que este foi o terremoto mais intenso registrado na região de Durres desde 1926.

O tremor também foi sentido em outros países da região dos Bálcãs. Na Bósnia, ele foi sentido em Sarajevo (a 400 km de distância) e na Sérvia, em Novi Sad (quase 700 km), informaram jornais locais e mensagens publicadas por moradores nas redes sociais.

O epicentro do tremor foi localizado no Mar Adriático, 34 km ao noroeste de Tirana, a 10 km de profundidade, de acordo com o Centro Sismológico Euromediterrâneo. Em seguida, foram registradas várias réplicas.

Fonte

G1

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Cidades
Vereador chama colega de 'judeu filho da p.' em discussão
Vereador chama colega de 'judeu filho da p.' em discussão
VISUALIZAR
Cidades
Carapicuíba: Papai Noel "radical", com motos e balão
Carapicuíba: Papai Noel
VISUALIZAR
Cidades
Caixa começa a pagar hoje décimo terceiro do Bolsa Família
Caixa começa a pagar hoje décimo terceiro do Bolsa Família
VISUALIZAR
Cidades
Prefeito Rubens Furlan garante segurança da população com entrega de 150 novas viaturas
Prefeito Rubens Furlan garante segurança da população com entrega de 150 novas viaturas
VISUALIZAR
Cidades
Região: 13º salário injeta R$ 2 bi na economia, Barueri e Osasco ficam com as maiores fatias
Região: 13º salário injeta R$ 2 bi na economia, Barueri e Osasco ficam com as maiores fatias
VISUALIZAR
Cidades
Procuradoria Geral de Justiça monta força-tarefa para discutir bailes em Paraisópolis
Procuradoria Geral de Justiça monta força-tarefa para discutir bailes em Paraisópolis
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )