Jornal a Cidade Regional - A melhor divulgação para você

Terremoto causa dezenas de mortes e deixa centenas feridos

Cerca de 400 militares foram mobilizados para participar de operações de busca e resgate em Durres e Thumane, na Albânia.
Terremoto causa dezenas de mortes e deixa centenas feridos
Gent Shkullaku / AFP Photo

Terremoto causa dezenas de mortes e deixa centenas feridos

G1

Mais de 20 pessoas morreram e mais de 600 ficaram feridas no terremoto de 6,4 de magnitude que atingiu a Albânia na terça-feira (26), de acordo com as agências France Presse e Associated Press. Muitos edifícios desabaram, deixando pessoas soterradas.

O tremor é o mais forte a atingir o país europeu da Península dos Balcãs em décadas. O abalo foi sentido na capital, Tirana, onde moradores em pânico correram para as ruas, e em países vizinhos.

O balanço de mortos ainda é impreciso e pode aumentar. As agências Reuters e Associated Press informam que ao menos 20 pessoas morreram.

As autoridades mobilizaram 400 militares para participar em operações de emergência em Durres e Thumane, onde várias pessoas estão nos escombros de edifícios, informou o ministério da Defesa.

Bombeiros trabalham em prédio danificado após um terremoto de magnitude 6,4 em Durres, oeste da Albânia — Foto: Hektor Pustina / AP Photo

 

Vítimas

Três pessoas, incluindo uma criança, morreram no desabamento de um edifício em Durres, na costa adriática, ao leste da capital albanesa, informou a ministra da Saúde Albânia, Ogerta Manasterliu. Nessa cidade, uma criança foi tirada viva dos escombros.

Um outro desabamento de prédio, em Thumane, ao norte de Tirana, deixou um homem e uma mulher mortos.

Em estado de pânico, um homem de 50 anos saltou de um edifício em Kurbin. Ele não resistiu aos ferimentos.

O tremor

O terremoto foi sentido às 3h54 (23h54 de Brasília, segunda-feira), em Tirana (capital do país), Thumane e Durres, onde provocou estragos.

O sismólogo albanês Rrapo Ormeni afirmou que este foi o terremoto mais intenso registrado na região de Durres desde 1926.

O tremor também foi sentido em outros países da região dos Bálcãs. Na Bósnia, ele foi sentido em Sarajevo (a 400 km de distância) e na Sérvia, em Novi Sad (quase 700 km), informaram jornais locais e mensagens publicadas por moradores nas redes sociais.

O epicentro do tremor foi localizado no Mar Adriático, 34 km ao noroeste de Tirana, a 10 km de profundidade, de acordo com o Centro Sismológico Euromediterrâneo. Em seguida, foram registradas várias réplicas.

OUVIR NOTÍCIA

Mais de 20 pessoas morreram e mais de 600 ficaram feridas no terremoto de 6,4 de magnitude que atingiu a Albânia na terça-feira (26), de acordo com as agências France Presse e Associated Press. Muitos edifícios desabaram, deixando pessoas soterradas.

O tremor é o mais forte a atingir o país europeu da Península dos Balcãs em décadas. O abalo foi sentido na capital, Tirana, onde moradores em pânico correram para as ruas, e em países vizinhos.

O balanço de mortos ainda é impreciso e pode aumentar. As agências Reuters e Associated Press informam que ao menos 20 pessoas morreram.

As autoridades mobilizaram 400 militares para participar em operações de emergência em Durres e Thumane, onde várias pessoas estão nos escombros de edifícios, informou o ministério da Defesa.

Bombeiros trabalham em prédio danificado após um terremoto de magnitude 6,4 em Durres, oeste da Albânia — Foto: Hektor Pustina / AP Photo

 

Vítimas

Três pessoas, incluindo uma criança, morreram no desabamento de um edifício em Durres, na costa adriática, ao leste da capital albanesa, informou a ministra da Saúde Albânia, Ogerta Manasterliu. Nessa cidade, uma criança foi tirada viva dos escombros.

Um outro desabamento de prédio, em Thumane, ao norte de Tirana, deixou um homem e uma mulher mortos.

Em estado de pânico, um homem de 50 anos saltou de um edifício em Kurbin. Ele não resistiu aos ferimentos.

O tremor

O terremoto foi sentido às 3h54 (23h54 de Brasília, segunda-feira), em Tirana (capital do país), Thumane e Durres, onde provocou estragos.

O sismólogo albanês Rrapo Ormeni afirmou que este foi o terremoto mais intenso registrado na região de Durres desde 1926.

O tremor também foi sentido em outros países da região dos Bálcãs. Na Bósnia, ele foi sentido em Sarajevo (a 400 km de distância) e na Sérvia, em Novi Sad (quase 700 km), informaram jornais locais e mensagens publicadas por moradores nas redes sociais.

O epicentro do tremor foi localizado no Mar Adriático, 34 km ao noroeste de Tirana, a 10 km de profundidade, de acordo com o Centro Sismológico Euromediterrâneo. Em seguida, foram registradas várias réplicas.

Fonte

G1

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Cidades
Governo determina que preço do gás não pode ultrapassar R$70
Governo determina que preço do gás não pode ultrapassar R$70
VISUALIZAR
Cidades
Coronavírus: como fortalecer o sistema imunológico por meio da alimentação
Coronavírus: como fortalecer o sistema imunológico por meio da alimentação
VISUALIZAR
Popular
Brasil tem 201 mortes e 5.717 casos confirmados de coronavírus, diz ministério
Brasil tem 201 mortes e 5.717 casos confirmados de coronavírus, diz ministério
VISUALIZAR
Cidades
Grupo dos 20 países mais ricos diz que vai injetar US$ 5 trilhões na economia para superar...
Grupo dos 20 países mais ricos diz que vai injetar US$ 5 trilhões na economia para superar efeitos coronavírus
VISUALIZAR
Cidades
Coronavírus: Senado aprova decreto que reconhece estado de calamidade pública
Coronavírus: Senado aprova decreto que reconhece estado de calamidade pública
VISUALIZAR
Cidades
Barueri: Decisão da Justiça libera Furlan para disputar eleição
Barueri: Decisão da Justiça libera Furlan para disputar eleição
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )