Jornal a Cidade Regional - A melhor divulgação para você

Cidades de SP não prestaram contas de gastos realizados no combate ao coronavírus

Gestões municipais poderão pagar multas de até R$ 55.220 por não justificarem gastos
Cidades de SP não prestaram contas de gastos realizados no combate ao coronavírus
Divulgação

Cidades de SP não prestaram contas de gastos realizados no combate ao coronavírus

Gazetasp

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE) informou que mais de 80% das cidades de São Paulo não prestaram contas sobre os gastos realizados durante a pandemia. As cidades foram notificadas e tiveram 15 dias para esclarecerem os gastos. O prazo encerrou na última sexta-feira (29).

Os prefeitos que não cumprirem o prazo poderão sofrer multas de até R$ 55.220, e se as contas não forem aprovadas, poderão ser punidos pela lei federal, ficando inelegíveis.

No dia 14 de abril, em comunicado de autoria do presidente Edgard Camargo Rodrigues, o órgão informou que notificou 519 municípios que deixaram de prestar contas ou que fizeram de modo inadequado.

Destes, 198 não lançaram gastos durante o combate à Covid-19 e outros 321 realizaram inadequadamente.
Mesmo com as regras de administrações públicas flexibilizadas durante o período de calamidade pública, os municípios devem justificar os gastos ao Tribunal, segundo o diretor regional do TCE, José Paulo Nardone. 

OUVIR NOTÍCIA

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE) informou que mais de 80% das cidades de São Paulo não prestaram contas sobre os gastos realizados durante a pandemia. As cidades foram notificadas e tiveram 15 dias para esclarecerem os gastos. O prazo encerrou na última sexta-feira (29).

Os prefeitos que não cumprirem o prazo poderão sofrer multas de até R$ 55.220, e se as contas não forem aprovadas, poderão ser punidos pela lei federal, ficando inelegíveis.

No dia 14 de abril, em comunicado de autoria do presidente Edgard Camargo Rodrigues, o órgão informou que notificou 519 municípios que deixaram de prestar contas ou que fizeram de modo inadequado.

Destes, 198 não lançaram gastos durante o combate à Covid-19 e outros 321 realizaram inadequadamente.
Mesmo com as regras de administrações públicas flexibilizadas durante o período de calamidade pública, os municípios devem justificar os gastos ao Tribunal, segundo o diretor regional do TCE, José Paulo Nardone. 

Fonte

Gazetasp

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Cidades
Suspeito é baleado após decapitar homem e fugir com cabeça em SP
Suspeito é baleado após decapitar homem e fugir com cabeça em SP
VISUALIZAR
Cidades
SP: Idoso é resgatado em condição de trabalho análoga à escravidão
SP: Idoso é resgatado em condição de trabalho análoga à escravidão
VISUALIZAR
Cidades
Falta de máscara terá multa de R$500
Falta de máscara terá multa de R$500
VISUALIZAR
Cidades
Dr. Jaques, de Barueri é sondado para ser o novo Ministro da Educação
Dr. Jaques, de Barueri é sondado para  ser o novo Ministro da Educação
VISUALIZAR
Cidades
Câmara aprova projeto que aumenta limite de pontos da CNH
Câmara aprova projeto que aumenta limite de pontos da CNH
VISUALIZAR
Cidades
Senado marca para terça-feira votação da PEC do adiamento das eleições
Senado marca para terça-feira votação da PEC do adiamento das eleições
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )