Jornal a Cidade Regional - A melhor divulgação para você

Governo do Estado vai se basear em dois critérios para reabertura do comércio na região

Marco Vinholi, disse que capacidade de leitos na saúde e evolução da doença nas cidades serão fundamentais
Governo do Estado vai se basear em dois critérios para reabertura do comércio na região
Flickr/Governo do Estado de SP

Governo do Estado vai se basear em dois critérios para reabertura do comércio na região

Webdiario
Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, 29, o governador do Estado de São Paulo, João Doria, anunciou a divisão da região metropolitana em cinco sub-regiões. Segundo ele, dessa forma será possível analisar melhor a flexibilização da quarentena e a retomada gradual das atividades consideradas não essenciais. 
 
Com isso, Osasco, Barueri, Jandira, Itapevi, Carapicuíba, Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus formam a sub-região Oeste, conhecida como a Rota dos Bandeirantes. Já Cotia foi agrupada na chamada Rota dos Mananciais, ao lado de Vargem Grande Paulista e municípios vizinhos.
 
O secretário Estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, disse que capacidade de leitos na rede de saúde e o ritmo de transmissão da doença nas cidades serão dois critérios fundamentais para definir quais municípios irão iniciar a flexibilização das atividades e poderão mudar da fase. "Até o momento não existe nenhuma alteração imediata de fase, mas o trabalho de aumento de leitos é fundamental para que possamos fazer a retomada consciente. Vamos trabalhar em conjunto para avançarmos nessas metas. Seguimos a ciência e a saúde", disse.
 
Essa semana, os prefeitos da região se reuniram duas vezes com Vinholi para reivindicarem a reclassificação das cidades e suas inclusões na Fase 2.  Atualmente, todas as cidades da região estão ainda na Fase 1.
 
Entenda as 5 fases da flexibilização
No último dia 27, Doria prorrogou a quarentena por mais 15 dias e autorizou uma flexibilização gradual das atividades não essenciais em algumas cidades. Para definir sobre a flexibilização, as regiões do Estado foram divididas em fases, levando-se em conta critérios como ritmo da transmissão do coronavírus, número de casos e disponibilidade de leitos para atendimento de doenças.

A Grande São Paulo, incluindo todas as cidades da região, ficou na Fase 1, considerada de alerta máximo, na qual continuam liberados apenas os serviços sociais. Após o anúncio, prefeitos da região se reuniram com Vinholi para reivindicar uma reclassificação e  incluir os municípios na fase 2, de controle, que permite eventuais liberações de servição não essenciais.

O sistema de classificação ainda conta com a Fase 3, de Flexibilização, com maior liberação de atividades; a Fase 4, de Abertura Parcial, com menores restrições. E a 5, batizada de Normal Controlado, com liberação de todas as atividades, mas seguindo protocolos de controle.

Para serem “elevadas” da Fase 1 para a 2, com abertura do comércio, as cidades da região terão que cumprir alguns critérios, incluindo 14 dias sem aumento de casos e disponibilidade de leitos de UTI tanto na rede pública quanto na particular, além de medidas já adotadas, como uso obrigatório de máscaras. A avaliação será feita semanalmente.

OUVIR NOTÍCIA

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, 29, o governador do Estado de São Paulo, João Doria, anunciou a divisão da região metropolitana em cinco sub-regiões. Segundo ele, dessa forma será possível analisar melhor a flexibilização da quarentena e a retomada gradual das atividades consideradas não essenciais. 
 
Com isso, Osasco, Barueri, Jandira, Itapevi, Carapicuíba, Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus formam a sub-região Oeste, conhecida como a Rota dos Bandeirantes. Já Cotia foi agrupada na chamada Rota dos Mananciais, ao lado de Vargem Grande Paulista e municípios vizinhos.
 
O secretário Estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, disse que capacidade de leitos na rede de saúde e o ritmo de transmissão da doença nas cidades serão dois critérios fundamentais para definir quais municípios irão iniciar a flexibilização das atividades e poderão mudar da fase. "Até o momento não existe nenhuma alteração imediata de fase, mas o trabalho de aumento de leitos é fundamental para que possamos fazer a retomada consciente. Vamos trabalhar em conjunto para avançarmos nessas metas. Seguimos a ciência e a saúde", disse.
 
Essa semana, os prefeitos da região se reuniram duas vezes com Vinholi para reivindicarem a reclassificação das cidades e suas inclusões na Fase 2.  Atualmente, todas as cidades da região estão ainda na Fase 1.
 
Entenda as 5 fases da flexibilização
No último dia 27, Doria prorrogou a quarentena por mais 15 dias e autorizou uma flexibilização gradual das atividades não essenciais em algumas cidades. Para definir sobre a flexibilização, as regiões do Estado foram divididas em fases, levando-se em conta critérios como ritmo da transmissão do coronavírus, número de casos e disponibilidade de leitos para atendimento de doenças.

A Grande São Paulo, incluindo todas as cidades da região, ficou na Fase 1, considerada de alerta máximo, na qual continuam liberados apenas os serviços sociais. Após o anúncio, prefeitos da região se reuniram com Vinholi para reivindicar uma reclassificação e  incluir os municípios na fase 2, de controle, que permite eventuais liberações de servição não essenciais.

O sistema de classificação ainda conta com a Fase 3, de Flexibilização, com maior liberação de atividades; a Fase 4, de Abertura Parcial, com menores restrições. E a 5, batizada de Normal Controlado, com liberação de todas as atividades, mas seguindo protocolos de controle.

Para serem “elevadas” da Fase 1 para a 2, com abertura do comércio, as cidades da região terão que cumprir alguns critérios, incluindo 14 dias sem aumento de casos e disponibilidade de leitos de UTI tanto na rede pública quanto na particular, além de medidas já adotadas, como uso obrigatório de máscaras. A avaliação será feita semanalmente.

Fonte

Webdiario

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Cidades
Suspeito é baleado após decapitar homem e fugir com cabeça em SP
Suspeito é baleado após decapitar homem e fugir com cabeça em SP
VISUALIZAR
Cidades
SP: Idoso é resgatado em condição de trabalho análoga à escravidão
SP: Idoso é resgatado em condição de trabalho análoga à escravidão
VISUALIZAR
Cidades
Falta de máscara terá multa de R$500
Falta de máscara terá multa de R$500
VISUALIZAR
Cidades
Dr. Jaques, de Barueri é sondado para ser o novo Ministro da Educação
Dr. Jaques, de Barueri é sondado para  ser o novo Ministro da Educação
VISUALIZAR
Cidades
Câmara aprova projeto que aumenta limite de pontos da CNH
Câmara aprova projeto que aumenta limite de pontos da CNH
VISUALIZAR
Cidades
Senado marca para terça-feira votação da PEC do adiamento das eleições
Senado marca para terça-feira votação da PEC do adiamento das eleições
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )